Saúde e segurança no trabalho: cuide de seus funcionários

Nas últimas décadas, com o aperfeiçoamento das normas internacionais de padronização observou-se o aumento da consciência e preocupação das empresas para assegurar a saúde e segurança no trabalho.

Observar as melhores práticas definidas pela Organização Internacional de Normalização, mais conhecida como ISO, favorece o desenvolvimento de uma cultura organizacional de busca pela excelência e qualidade sem abrir mão do bem-estar das pessoas.

Porque investir em saúde e segurança no trabalho

Existem inúmeras razões pelas quais uma empresa deve atentar-se às normas regulamentadoras. Confira a seguir algumas delas.

Qualidade de vida e retenção de talentos

Há algumas décadas o trabalho era entendido tão somente como meio para o sustento e subsistência individual ou familiar. Entretanto, os profissionais da atualidade, sobretudo representantes das gerações Y e Z, expressam cada vez mais engajamento em elementos que vão além dos aspectos financeiros. Assim, empresas que oferecem um ambiente que promove satisfação pessoal e qualidade de vida aos colaboradores sai na frente no quesito retenção.

Aumento da produtividade

Colaboradores satisfeitos em seu ambiente de trabalho tendem a se tornar mais produtivos. É o que aponta um estudo realizado pela consultoria Deloitte, que ouviu 11 mil líderes de RH e de negócios de empresas de 30 países. Na pesquisa realizada em 2018 executivos de grandes empresas associam a construção ou aprimoramento de equipes em uma visão humana com a geração de relacionamentos de trabalho produtivos. Dentre os líderes empresariais ouvidos, 61% afirmam que investir no bem-estar dos funcionários favorece aumento da produtividade e dos resultados financeiros.

Prevenção de riscos ergonômicos e doenças ocupacionais

Prevenir doenças ocupacionais que podem ser originadas no ambiente de trabalho resguarda não apenas o empregador de ações trabalhistas como preserva o funcionário de danos e afastamento das atividades laborais. Oferta de equipamentos e mobiliário que garantam condições para o pleno exercício das atividades evitando, por exemplo, má postura, repetitividade e jornadas prolongadas são exemplos de ações preventivas de riscos à saúde.

 

SAIBA O QUE É TERCEIRIZAÇÃO

 

Prevenção de Acidente no Trabalho

Minimizar o risco de acidentes no trabalho por meio da oferta de equipamento de proteção individual, os chamados EPIs, treinamentos e observação das normas técnicas é preocupação fundamental de toda empresa com atuação responsável. Cabe ao empregador zelar pela segurança de seus funcionários, iniciando por contratações regidas pelas Leis Trabalhistas que preveem direitos e garantias em caso de impossibilidade do exercício da profissão.

Higiene do trabalho

Como parte dos esforços de segurança e medicina do trabalho a higiene do trabalho tem como objetivo controlar e detectar fatores que possam trazer prejuízo aos colaboradores de uma empresa, tais como desconfortos, doenças mentais e físicas.

Essa ciência contempla análise de dados, identificação de agentes causadores de problemas de saúde dos empregados e adoção de medidas preventivas e de manutenção de um ambiente saudável.

Profissionais de saúde e segurança no trabalho

A Norma Regulamentadora 4 (NR 4) estabelece os profissionais responsáveis e quais as obrigações dos serviços especializados em segurança e saúde laboral.

Engenheiro de Segurança do Trabalho, Auxiliar em Enfermagem do Trabalho,

Enfermeiro do Trabalho, Médico do Trabalho e Técnico de Segurança do Trabalho são especialistas da área.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *